Skip to content

Omissão ou atraso no IR: o que acontece nesses casos?

Omissão ou atraso no IR

Compartilhe nas redes!

Todos os anos os empreendedores repetem as dúvidas sobre a declaração do Imposto de Renda, consequências de omissão ou atraso no IR. Por isso, é de suma importância entender como todo o processo funciona para anular os possíveis erros e até mesmo atrasos.

Aqueles que renunciam a uma contabilidade empresarial da Líder Serviços Contábeis, muitas vezes acabam atrasando ou esquecendo detalhes de grande importância. Por isso, no conteúdo de hoje explicaremos o que acontece nesses casos mais comuns. Acompanhe a breve leitura a seguir e saiba mais sobre o assunto!

Quem deve declarar o Imposto de Renda?

Antes de explicar detalhes mais específicos sobre a omissão ou atraso no IR, é importante saber se você realmente precisa realizar essa declaração. A seguir, confira alguns exemplos que enquadram você na obrigatoriedade:

  • Se ao longo do ano você obteve rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Se até dia 31 de dezembro possuíam bens acima de R$300 mil como imóveis, veículos ou outros;
  • Se teve renda rural acima de R$142.789,50 ou recebeu mais de R$40 mil em rendimentos isentos não tributáveis da fonte;

Caso tenha se encaixado em alguma das situações anteriores, acompanhe a seguir as penalidades em caso de omissão ou atraso no IR.

Quais são as penalidades em caso de omissão ou atrasos no IR?

Para aqueles que não atendem aos prazos ou requisitos na declaração do Imposto de Renda correm riscos desagradáveis. Caso seja comprovado o crime de sonegação fiscal, a pena pode chegar a até 5 anos de prisão. Já aqueles que possuem atrasos na sua comprovação, são multados em pelo menos R$ 165,74. 

Além disso, aqueles que devem algum valor de imposto ao Fisco, a contagem inicia em 1% ao mês de juros, podendo atingir até 20% do valor do tributo. O CPF também sofre prejuízo sendo suspenso imediatamente.

Essa suspensão impossibilita a prestação de vários serviços como:

  • Viagens para fora do país;
  • Emissão de passaporte;
  • Utilização de cartões de créditos;
  • Pedidos de empréstimos;
  • Emissão de carteira de trabalho;
  • Matrícula em instituições de ensino;
  • Financiamentos.

Como evitar atrasos ou erro na declaração do IR

Sabemos que a declaração pode ser feita por conta própria. No entanto, ao contar com empresas especializadas no assunto você anula riscos como erros ou atrasos na sua declaração. Afinal, o documento é complexo e qualquer erro no preenchimento pode fazer com que a sua declaração seja retirada pela Receita Federal e caia na “malha fina”.

Nesse sentido, aqueles empreendedores que não possuem conhecimento na área devem contar com profissionais para auxiliar na sua declaração. Essa é uma das melhores formas de evitar omissão ou atraso no IR e ficar livre de problemas maiores como a suspensão do CPF ou até mesmo grandes multas.

Conclusão

Ao decorrer do conteúdo explicamos o que acontece em caso de omissão ou atraso no IR. Para evitar transtornos como esse, conte com a Líder Serviços Contábeis para auxiliar na sua contabilidade!

Fale conosco e conheça a melhor consultoria contábil para empresas!

Classifique nosso post

Compartilhe nas redes:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Veja também

Posts Relacionados

Recomendado só para você
A assessoria contábil para MEI é uma questão que sempre…
Quer trocar de contador?