Blog

IRPF 2020 x Investimento PGBL


por Líder Serviços Contábeis em 23/12/2019

  

IRPF 2020 x Investimento PGBL

Já pensou em reduzir seu Imposto de Renda ou aumentar a sua restituição aplicando seu dinheiro?
Isso DEVE ser feito AINDA EM 2019 para restituir o valor na próxima declaração de Imposto de Renda. 

Estas são aplicações de previdência em PGBL. Exemplificamos:
Caso você possua uma renda bruta de $70.000 ao ano, você pode investir até 12% em PGBL (o equivalente a $8.400). 

ASSIM, sua base de cálculo de IRPF, passa de $70.000 para $61.600. Parece pouco, mas na faixa de 27,5% representa $ 2.310 de imposto pago a menos (ou provavelmente sua restituição). Sem contar que os $ 8.400 continuam rendendo aplicados. 

Você só pagará imposto sobre o valor aplicado quando resgatar. Lembrando que sua tributação pode ser progressiva (tabela do IRPF vigente) ou regressiva (que pode chegar a 10% de imposto).

Imagina ter a opção de reduzir seu imposto de 27,5% para 10%, planejando ainda sua aposentadoria? 

Sabendo usar é uma excelente alternativa. 

Procure nossos consultores e tire as suas dúvidas!

#IRPF2020
@lidersc

Leia mais...

Último lote de restituição do IRPF 2018


por Líder Serviços Contábeis em 11/12/2019

ÚLTIMO LOTE DE RESTITUIÇÃO DO IRPF 2018

Para quem estava aguardando o sétimo e último lote do imposto de renda, a Receita federal já disponibilizou para consulta desde segunda-feira (09/12) no site do órgão federal.

Se o contribuinte não apareceu na listagem de algum dos lotes, possivelmente caiu na MALHA FINA.
(veja como se livrar da malha fina em http://bit.ly/malhafinaeagora).

Conforme publicação no site da receita:

35,6% das declarações apresentaram omissão de rendimentos do titular ou dependentes;

25,1% das declarações com ocorrência de despesas médicas;

23,5% declarações apresentaram discordância entre o IRRF informado na declaração e o informado na DIRF;

12,5% são sobre deduções de previdência oficial ou privada, dependentes, pensão alimentícia e outras;

Fique atento para começar a organizar toda a documentação de 2019, para que em 2020, você não seja pego de surpresa pelo Leão!

Em nosso site e redes sociais você encontrará inúmeras dicas para evitar a malha fina, com orientações de como transmitir todas as informações necessárias conforme as exigências do governo.

Quer saber mais?

Acesse alguns dos nossos conteúdos relacionados nos links abaixo!

http://bit.ly/dicadependentes

http://bit.ly/dicairpfpensao

http://bit.ly/dicairpfalugueis

http://bit.ly/dicairpfimpostos

Nos acompanhe no instagram @lidersc para ficar sempre atualizado 😊

Leia mais...

COMMERCIAL INVOICE


por Líder Serviços Contábeis em 20/09/2019

COMMERCIAL INVOICE

Hoje iremos falar um pouco sobre a emissão do comprovante comercial internacional, conhecido como invoice. O comercial invoice ou somente invoice (que significa FATURA na tradução literal para o português) é um documento que retrata uma operação mercantil entre países diferentes. Isso significa que, caso você realize alguma venda para clientes no exterior é possível emitir um documento que confirme a transação para recebimento dos valores, ele não é válido como nota fiscal. Tem como finalidade consolidar a operação financeira.

Você conhece essa prática?

Atualmente não existe uma formatação obrigatória padrão. Em uma busca rápida na internet é possível encontrar vários modelos que podem ser usados para elaboração do Invoice. Clique aqui para receber um modelo de invoice. Porém, é preciso seguir um critério de informações no preenchimento do documento, conforme mostrado abaixo.

Deve ser preenchido na língua de origem do produto/serviço e seguir o pré-requisito mínimo de informações a serem preenchidas, como:

  • Dados pessoais e endereço completos (do exportador e importador)

  • Meio de transporte

  • Assinatura do responsável pela venda

  • Forma de pagamento

  • Data de emissão

  • Tipo de moeda, preço por unidade e valor total

  • Características do produto

 

Os dados solicitados são muito similares aos de uma nota fiscal.

A nota fiscal deverá ser emitida normalmente para acompanhar o produto e para cumprir com as obrigações fiscais do país de origem.

Os impostos a serem pagos, deverão variar de acordo com a atividade exercida. Mas podemos citar o IOF (Imposto Sobre Operações Financeiras) que incidirá sobre a conversão cambial, assim como a própria taxa de câmbio e em alguns casos o IR (Imposto de Renda) e CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido). No geral, PIS e COFINS não incidem sobre notas fiscais de exportação.

Lembrando que a nota fiscal deverá ser emitida após a efetivação cambial, pois neste momento deverá ocorrer o faturamento, que será a base para a aplicação das alíquotas.

A Nota Fiscal e o Invoice serão enviados juntos para o cliente.

O pagamento dos produtos ou serviços prestados, podem ser feitos através de depósitos bancários, boletos.

Como o Invoice tem o objetivo de faturar os serviços ou produtos negociados no exterior, é necessário informar o código SWIFT/BIC para garantir o correto recebimento dos valores que serão pagos através de depósito ou transferências bancárias.

 

Com essas noções básicas esperamos que fique mais fácil fechar negócios no exterior e aumentar seu faturamento!! 😊

Leia mais...